Clitóris em greve

A noite tá gostosa e a pegada tá boa. Quando a mão começa a deslizar entre as pernas e o dedo toca a vulva, começa o grande desastre. O dedo frenético pressiona o clitóris de qualquer jeito e daí vem o grande botão de mudo.

Você quer gozar, você quer se excitar mas é tarde. O clitóris entrou em greve e sabe-se lá quando ele vai voltar pro jogo, e a culpa não é dele.

Já que o clitóris é tão sensível e cheio de terminações nervosas, qualquer mini movimento é registrado. Isso tudo permite a gente sentir prazer com mil estimulações, mas pode ficar crítico quando a estimulação é agressiva demais, passando da dor à dormência em instantes.

Esquece, eu não vou responder

Apertos prolongados e fricção excessiva podem fazer as terminações nervosas se negarem a enviar sinais para o cérebro, deixando o estímulo clitoriano mudo.

Me deixa em paz

Daí, é realmente sentar e aguardar o clitóris voltar a responder. Talvez estimular outras partes do corpo possa ser uma boa saída. O fato é: deixe o clitóris em paz por alguns instantes e nesse meio tempo, reflita sobre seu toque. 

Eu voltarei

Sim, logo volta tudo ao normal e o jogo pode continuar. Por isso é sempre super importante você comunicar como quer ser tocada e qual o seu ritmo, para que não haja greve.

Sou seu super amig@

Pensa que o clitóris é o seu super amig@, e que quer preservar você e sua vulva. Sensibilidade & sensorialidade é tudo ❤.

 

© Texto de Larissa Ely. Lari é designer, fundadora & sócia da Climaxxx.

Gostou? Deixe seu comentário

Não aceitamos discurso de ódio. Todos os comentários serão moderados antes de serem publicados.

primeiro toy? vem comigo